Tamanho texto:

-A A +A

Alto contraste:

  • White/Black
  • Padrão

Current Style: Padrão

Histórico

O Projeto Atlas Linguístico do Brasil (Projeto ALiB) – empreendimento de grande amplitude, de caráter nacional, em desenvolvimento – tem por meta a realização de um atlas geral do Brasil no que diz respeito à língua portuguesa. Desejo que permeia a atividade dialetal no Brasil, durante todo o desenvolvimento dos estudos linguísticos e filológicos, ganha corpo nesse final/começo de milênio, a partir de iniciativa de um grupo de pesquisadores do Instituto de Letras. Mais uma vez a UFBA assume atitude pioneira ao empreender a concretização dessa proposta que se realiza como projeto conjunto que envolve hoje doze Universidades.

A manifestação em favor da elaboração de um atlas linguístico brasileiro remonta a 1952, quando se estabeleceu através do Decreto 30.643, de 20 de março, como principal finalidade da Comissão de Filologia da Casa de Rui Barbosa a "elaboração do atlas linguístico do Brasil". As dificuldades de variada ordem levaram os dialectólogos brasileiros a iniciarem o trabalho de mapeamento linguístico do Brasil pela realização de atlas regionais. 

Durante o III Congresso de Dialetologia e Sociolinguística (III CIDS), realizado em Londrina, em homenagem às Profas Suzana Cardoso e Jacyra Mota, em outubro de 2014, ocorreu o lançamento dos dois primeiros volumes do ATLAS LINGUÍSTICO DO BRASIL, publicados pela EDUEL. O volume I é o de Introdução e o Volume II apresenta 159 cartas linguísticas, com dados de 25 capitais de estado. Os volumes publicados foram entregues ao Reitor da Universidade Federal da Bahia pela equipe ALiB/Bahia, em 24/10/14.